CONTORNO CORPORAL APÓS GRANDES PERDAS PONDERAIS (PÓS- BARIÁTRICAS)


Por que operar?

Quando um paciente perde grande volume de peso, seja por dieta ou após cirurgia bariátrica, forma-se um grande excesso de pele no corpo, em especial na região do abdômen, levando a queda da pele do abdômen sobre o púbis (abdômen em avental). Mas esse excesso pode ser observado também na coxa, braço, mama, glúteo e inclusive na face dos pacientes.

As cirurgias plásticas pós-bariátricas não são utilizadas para auxiliar a perda de peso, e sim, para melhorar o contorno corporal, o que comprovadamente aumenta a auto-estima dos pacientes e previne que o mesmo volte a ganhar peso com o passar dos anos.


Quando posso operar?

A cirurgia só deve ser realizada quando o peso for estabilizado, pois, se a perda de peso continuar, comprometerá o resultado da cirurgia. Além disso, é muito importante a realização dos exames pré-operatórios e do risco cirúrgico cardiológico.


Quais as cirurgias que podem ser feitas?

A prioridade do tratamento deve ser feita a partir das principais queixas dos pacientes, que diferem muito conforme o biotipo prévio e a quantidade de peso eliminado.

Abdominoplastia, mamoplastia, braquiplastia, cruroplastia e ginecomastia estão entre as mais comuns realizadas.

Mas existem algumas mais específicas para grandes sobras de pele, como a dermolipectomia circunferencial, o lifting glúteo e a toracobraquioplastia.


Pode ser feita mais de uma cirurgia de cada vez?

Em alguns casos pode ter associações, mas isso deve ser avaliado pelo médico. Não podemos aumentar muito o risco dos pacientes tentando fazer múltiplas cirurgias simultâneas.