Cirurgia Plástica em Homens


Em cinco anos, quadruplicou no país o número de homens que se submetem a cirurgias plásticas estéticas, segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Entre 2009 e 2014, a quantidade passou de 72 mil para 276 mil ao ano.

Os homens procuram a cirurgia plástica tanto para cirurgias que visam a melhora estética das proporções faciais como a rinoplastia e a otoplastia, bem como para as que procuram aumentar a definição corporal como a lipoaspiração, a correção da ginecomastia e os implantes de próteses de peitoral.

Também com o aumento da expectativa de vida da população em geral, os homens têm realizado muitas cirurgias para rejuvenescimento, como as cirurgias palpebrais, os liftings faciais e os procedimentos minimamente invasivos como a toxina botulínica e os preenchimentos com ácido hialurônico.

Atualmente, com o crescimento das cirurgias bariátricas, temos observado também uma grande procura pelas cirurgias para correção de flacidez de pele após grandes perdas de peso, como a abdominoplastia, a braquioplastia, a cruroplastia e as correções de grandes ginecomastias.

Aparência natural e segurança são dois aspectos buscados pelos homens. Eles preferem procedimentos pouco invasivos e querem fazer algo seguro e com resultado natural. Os homens percebem que as mulheres estão se mantendo mais bonitas de forma mais natural e querem isso também.

Os procedimentos utilizados para que se alcancem esses objetivos devem levar em consideração fatores importantes que são diferentes entre homens e mulheres, tais como a espessura da pele, o crescimento da barba e a anatomia masculina, respeitando assim a individualidade de cada paciente.